Alguns acompanharam os problemas que tive com um sofa comprado ha pouco mais de um ano. As idas e vindas e brigas com uma loja “conceituada, de design”, como gostam de qualificar alguns. A loja é a Arredamento e um pouco da novela com o sofa esta documentado em alguns posts neste blog.

Um dia desses recebi o comentario de uma leitora dizendo que a loja havia sido fechada….e não dei bola. E não é que era a mais pura verdade? Tentamos ligar para a loja para fazer uma nova reclamação (precisariam trocar o sofá novamente) e o segurança atende…e diz que a loja fechou e comecamos o seguinte dialogo:

– A Loja fechou? Mas e as outras?

– Tambem, esta aqui foi a ultima a fechar.

– E a Fabrica?

– Tambem

– Como fazemos para falar com os responsaveis pois estamos na garantia e temos uma reclamacao a fazer.

– A moco, nao sei nao. Nos chegamos aqui ha 2 semanas e a loja estava fechada. Fomos todos demitidos, sumariamente, e nao nos explicaram nada. Muita gente liga e nao sabemos o que dizer. Nao temos qualquer informacao sobre nossa situacao nem sobre o que fazer com os clientes.

Vejam so a situacao. Temos um sofa que esta com problemas estruturais e ainda no prazo da garantia, mas como fazer valer nosso direito se os responsaveis pela empresa desapareceram? Poderiamos ir ao Procon, ou IDEC ou sei la, mas quais as reais possibilidades de sermos resarcidos ? Quase nulas. Basta ver que mesmo depois de 10 anos ainda ha moradores do Palace II que nao foram indenizados, assim como vitimas do acidente da TAM em SP.

Dizem que um dos (inumeros) problemas do Brasil é que a justica é lenta….Acho que é lenta, incompetente e injusta….e alem do mais temos uma ministra com um nome de romance policial. Hellen Grace. Parece piada, mas nao eh…